sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Conexão Sul 1: Pedro Chaves Barcellos



O surf no sul deu seus primeiros passos no início da década de 60, e foi a grande sensação que mudou de forma definitiva os hábitos de muitas famílias que difundiram e fizeram do esporte seu estilo de vida.

Através de relatos deixarei no Lendas do Surf, um pouco dessa história para todos que carregam na alma o espírito do oceano.

Abrindo a conexão com a origem do surf no sul, trago um relato dos anos 70, de Pedrinho Chaves Barcellos, que faz parte de uma das famílias mais incentivadoras do surf, os pais Pedro e Luiza, a irmã Marieta, que serão citados em memória, o tio Duche, o Nick e o Alemão Caio, logo estarão aqui também com um pouco de suas aventuras.

Por Cris Engler

Estudar e Surfar é uma questão de pés

Na entrevista de Pedro Chaves Barcellos, um detalhe que vai fazer muita gente voltar no túnel do tempo aos anos 70, foi sobre a fase de vestibular, quando ele, com 17 anos, André Krebs e o Chiquinho, da turma dos “Metralhas”, foram morar em Florianópolis para estudar, ou será surfar e estudar, não sei ao certo. Contou que uma coisa que ele nunca esqueceria na vida, foi que na sala de aula estudava ele, Serginho Leite, Antônio Catão, mais um paulista, o Zé Maria, os quatro sentavam no fundo da sala, e não tinha internet para saber das previsões da ondas, só sabiam que o mar estava subindo, ai no meio da aula aparecia o Perdigão na porta e sussurrava que tava 8”pés perfeito, ninguém falava nada, só se olhavam, fechavam os livros, levantavam e saiam, quer dizer, essa era a realidade deles. Estudar e surfar era só uma questão de quantos pés?

Texto retirado da entrevista de Pedro Chaves Barcellos

fotos do Pedro no Campeonato de Imbituba, Turma dos Metralhas e atolado na areia em 77.

2 comentários:

cristina disse...

Obrigado pela oportunidade que só vem acrescentar para todos nós mais informação e resgate da memória histórica do surf.
Aloha! Cris Engler

Anônimo disse...

juca

cadeia nesse vagabundo