segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Paulo Sefton


Conheci o Paulinho Sefton na primeira vez que fui ao sul, 1971 se não me engano, em Imbituba.
Os gaúchos mandavam por lá, Alemão Caio, um monte de gente, e Paulinho se sobressaia por ser o mais maluco, o mais corajoso, o que pegava as ondas maiores.
eu ficava impressionado com ele, bem menino, caindo sózinho na Vila grande, fim de tarde, sem ninguém pra pedir ajuda na roubada.
Agora, o que mais me impressionava era ele dirigindo seu fuscão branco de tala larga.
Um vez a gente estava indo pra Laguna, pela BR, quando paulinho foi fazer uma ultrapassagem pela contramão na curva. Vinha um caminhão do outro lado, por sorte tinha um posto de gazolina bem na curva, ele entrou pelo posto á toda, tinha água e óleo na pista, ele rodou, atravessou o posto girando, saiu do outro lado, consertou o carro e continuou como se nada tivesse acontecido.
Eu vinha logo atrás, só de olhar fiquei tremendo de medo, e ele minimizou depois, como se fosse coisa normal.
Depois vou falar sobre os caras do Sul, a Cris Engler está me devendo a estória do surf lá, mas não posso deixar de falar no Paulinho agora, porque ele fazia parte da nossa turma.
ele continua a surfar super bem.
Esta foto maravilhosa foi roubada do orkut da Rose, grande amiga que morava em Imbituba na época, casada com Bento Xavier.
Nela estão, Sabbá, Sefton (ainda moleque), Macalé, vitor e Ronaldo.Imbituba 76.

2 comentários:

cristina disse...

Que foto maravilhosa, é muito importante resgatar a história com imagens da época.
Grande Kaneca parabéns!
Cris Engler

Anônimo disse...

O Sefton e o Alemão foram os dois melhores surfistas gaúchos que conheci. Dois caras muito corajosos nas ondas grandes e com um jeitão sulista que era puro folclore.

O Paulo esse piloto de carro doidão que você lembrou, capaz de ir de São paulo à Porto Alegre num embalo só, sózinho ao volante.

Paulo Sefton - que figura rara - e que parecia ter saído de um filme com pistoleiros do velho oeste.Um cara de muita personalidade, estilo, e aventuras para contar.

Roberto